Sonho dos Perpétuos

[quote]Quando você sonha, algumas vezes você se lembra. Quando você acorda você sempre esquece. — Sonho dos Perpétuos[/quote]

Sonho dos Perpétuos…

Este sim é um verdadeiro enigma.

Neste aspecto (e nós percebemos somente detalhes dos Perpétuos, como enxergamos a luz através da minúscula faceta de uma enorme e impecavelmente lapidada pedra preciosa), ele é magro e esguio, com pele tão pálida quanto a neve que cai. Seus olhos são como piscinas de sombras, com faíscas de luz.

Sonho acumula nomes para si da mesma forma que outros fazem amigos. Mas pouquíssimos são os que recebem tal título.

Dentre os muitos nomes a ele atribuídos, podemos citar alguns, como: Sandman, Morpheus, Oneiros, Lorde Moldador, Kai’Ckul e vários outros em línguas já esquecidas.Se existe alguém mais intimo dele, esse alguém é sua irmã mais velha, Morte, a quem, mesmo assim, vê muito raramente.

De todos os Perpétuos, exceto Destino (quem sabe?), ele é o mais consciente e meticuloso na execução de suas responsabilidades.

Com seu cabelo negro sempre despenteado, tende a se vestir uma longa capa escura. Quando a conveniência se faz necessária, Sonho projeta uma sombra humana.

Suas ferramentas costumam ser um rubi, um elmo e um alforje com areia dos sonhos.

E após toda uma era com o Mestre dos Sonhos a nos guiar por seu reino de fantasia, nos deparamos com um novo aspecto do Sonho…

Aquele que antes era Daniel Hall, uma criança gerada no Sonhar, filho de Hector Hall e Lyta Trevor Hall, enquanto o Mestre dos Sonhos foi preso na terra, transfigura-se e assume o seu lugar como Sonho dos Perpétuos.

Assim como Morpheus, seus olhos são formados por sombras com uma faísca de luz em seu centro. É tão alto e pálido quanto ele, mas seus cabelos e roupas são brancos. Daniel carrega no peito uma esmeralda, diferente do Rubi que seu antecessor costumava usar. Também tem sempre consigo alguma flor.

E este Sonho não é como seu antecessor… ao menos é o que todos dizem…

Conheça melhor os Perpétuos:

SonhoMorteDestinoDestruiçãoDesejoDesesperoDelírio

[hr color=”light-gray” width=”100%” border_width=”1px” ]
[quote]Não há ninguém no mundo que saiba tantas histórias como o Sandman. De noite, quando as crianças ainda estão à mesa, muito quietinhas, ou sentadinhas em seus bancos, ele tira os sapatos e sobe a escada muito devagar, abre a porta sem fazer barulho e sopra areia nos olhos delas. — Hans C. Andersen[/quote]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *