Press Release: Coraline

CORALINE
Neil Gaiman

Autor de Sandman, graphic novel campeã internacional de vendas, com tiragem de dois milhões de exemplares por ano, publica no Brasil seu primeiro livro para jovens

As listas internacionais dos livros infantis mais vendidos começam a ter seus primeiros lugares ocupados por novos heróis, personagens com quem as crianças podem realmente se identificar. Um dos mais excitantes da nova safra é Coraline, a protagonista de Neil Gaiman que dá nome ao seu novo livro, o primeiro escrito especialmente para o público juvenil. Esse conto de fadas tenebroso finalmente reconhece a subestimada, e, por vezes esquecida, maturidade da maioria dos jovens leitores. Gaiman não tem medo de escrever fantasias assustadoras para as crianças, sempre tentando criar mais do que dragões, príncipes encantados, frágeis princesas ou gigantes padronizados. Ele admite estar começando a treinar os leitores para que aprendam a gostar de seus livros desde pequenos.

Famoso escritor de histórias em quadrinhos para adultos, Neil Gaiman influenciou o mercado editorial a seguir um caminho sofisticado para atrair cada vez mais público. Sandman , por exemplo, é o mais venerado personagem do gênero, tendo recebido inclusive o World Fantasy Award, prêmio inédito até então para uma graphic novel.

A história de Coraline é de provocar calafrios. A narrativa dá muitas voltas e percorre longas distâncias, criando um “outro” mundo onde todos os aspectos de vida são pervertidos e desvirtuados para o macabro. Ao mesmo tempo sutil e cruel, o autor gosta de desafiar as imagens simples dos livros infantis tradicionais. As crianças vão se deliciar com o frio que correrá em suas espinhas durante a leitura e ficarão até agradecidas por existir um escritor que finalmente se recusa a tratar com condescendência uma platéia ávida por empolgantes contos de terror.

Coraline (e NÃO “Caroline”, como ela mesmo diz inflexivelmente) acaba de se mudar para um apartamento num prédio antigo. Seus vizinhos são velhinhos excêntricos e amáveis que não conseguem dizer seu nome do jeito certo, mas encorajam sua curiosidade e seu instinto de exploração. Em uma tarde chuvosa, consegue abrir uma porta na sala de visitas de casa que sempre estivera trancada e descobre um caminho para um misterioso apartamento “vazio” no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus “outros” pais. Na verdade, aquele parece ser um “outro” completo mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários.

Exigem vários projetos para levar os livros de Gaiman para o cinema. Um deles, ainda em desenvolvimento, é a adaptação de Coraline. O filme que será produzido pela Pandemonium Films e, distribuído pela Disney, está sendo esperado para 2004.

[quote]Comecei a escrever meu primeiro livro infantil há mais de dez anos. Era para minha filha Holly, que tinha cinco anos há época. Queria uma garota como protagonista, e gostaria que ela fosse surpreendentemente assustadora. Parti daí para escrever uma história sobre uma heroína chamada Coraline. Achava que a história teria cinco ou dez páginas, no máximo, e tinha, na verdade, outros planos para o desenvolvimento da trama. Quando as pessoas começaram a lê-la, no entanto, descobri que era uma história de aventuras para as crianças, mas que provocava pesadelos nos adultos. Coraline é o livro mais estranho que escrevi, e o que levei mais tempo para fazê-lo, mas também é aquele do qual mais me orgulho. — Neil Gaiman[/quote]

Tradução: Regina de Barros Carvalho
ISBN: 85-325-1626-2
Páginas: 160
Formato: 14×21
Ilustrações: David McKean

Fonte: Rocco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *